Profª. Mirna Bezerra, pesquisadora do NPDM, conquista bolsa de produtividade

19.01.2018 – Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação UFC

O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) aprovou para a Universidade Federal do Ceará 81 bolsas de produtividade em pesquisa (a chamada “bolsa PQ”) e 2 bolsas de desenvolvimento tecnológico (as “bolsas DT”). As novas bolsas vêm substituir as 74 PQs e uma DT da UFC com vigência até o próximo dia 28 de fevereiro.

Desse total, o Conselho decidiu renovar 67 bolsas de produtividade e incluir outros 14 pesquisadores nessa categoria. O resultado ainda é provisório, podendo haver alterações em virtude de eventuais recursos de pesquisadores.

Além do crescimento numérico, a UFC também viu 18 pesquisadores serem promovidos: 3 para o nível 1A, o mais alto do CNPq; 3 para o 1B; 3 para o 1C; e os demais para o 1D (veja a lista completa no site do CNPq).

As bolsas de produtividade são concedidas anualmente pelo CNPq a pesquisadores doutores de todo o País como forma de valorizar aqueles que tiveram maior produção e contribuição científica em suas áreas de conhecimento e participaram da formação de recursos humanos no ano anterior.

As bolsas variam do nível 2 (iniciais) ao 1A (o mais alto). É esse nível que determina a duração da bolsa: três anos para as bolsas do tipo 2, quatro para as de tipo 1D, 1C e 1B, e cinco anos para as bolsas 1A. Já as bolsas DT são destinadas especificamente para quem trabalha na área de inovação e desenvolvimento tecnológico.

O total de pesquisadores da UFC com bolsas do CNPq, seja de produtividade em pesquisa, seja de desenvolvimento tecnológico, vem crescendo de forma consistente nos últimos anos: o número era 264 em 2015 e chegou a 294 com o resultado recém-divulgado, crescimento de 11,3% no quadriênio.

“Esse aumento consistente no número de pesquisadores contemplados com as bolsas de produtividade torna-se ainda mais significativo para a Instituição porque se trata de um crescimento que se deu apesar de o número de bolsas ofertadas pela agência não ter aumentado nesse período. Esse resultado reflete o desempenho extraordinário obtido na avaliação dos programas de pós-graduação”, destaca o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação, Prof. Antonio Gomes de Souza Filho.

“O resultado é mais uma evidência do fortalecimento de nossa pesquisa e pós-graduação. Ele é extremamente significativo e mostra que a renovação de nossos quadros – que hoje é de 40% – está sendo feita com qualidade e que as pesquisas vêm crescendo cada vez mais e ganhando densidade”, avaliou o reitor, Prof. Henry Campos.

Fonte: Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação – fone: 85 3366 9943

Leia aqui a notícia no Portal da UFC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *