Perícias médicas em parceria com o TJCE voltam a ser realizadas com ações de Maracanaú seguindo protocolo de segurança

As perícias médicas realizadas pelo Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM) da Universidade Federal do Ceará (UFC) voltaram a acontecer na última quarta-feira (17/06) envolvendo processos das três Varas Cíveis de Maracanaú. O esforço concentrado é fruto de termo de cooperação técnica com o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Para que o trabalho fosse possível durante a pandemia do novo coronavírus, foi necessário adotar um protocolo de segurança para minimizar os prejuízos e os riscos à população. Entre as principais medidas de segurança física, estão a sinalização dos assentos e no piso para viabilizar o distanciamento de 1,5 metros; disponibilização de dispensadores de álcool em gel nos ambientes do NPDM; limpeza frequente dos ambientes de uso comum, como consultórios, sala de espera e banheiros, e abertura de janelas para promover a adequada ventilação dos ambientes.

Além disso, foram realizadas ações de biossegurança, como uso obrigatório de máscara facial por funcionários e periciandos, disponibilização de máscara para àqueles que eventualmente compareçam sem; checagem de temperatura corporal com termômetro a laser na entrada; colocação dos objetos de uso pessoal em saco plástico individual; utilização de aventais descartáveis nos consultórios, pelos médicos peritos.

Foram realizadas, durante o dia, 18 perícias médicas, concentradas em processos envolvendo o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) nas três Varas Cíveis da Comarca de Maracanaú. A equipe contou com três médicos, duas pessoas no atendimento, uma na portaria e uma na limpeza.

“Em todas as etapas disponibilizamos álcool em gel e, a cada vez que uma pessoa saía, todo o ambiente era higienizado. Conseguimos ver que é possível retornarmos com esse trabalho que é tão importante”, disse a professora dra. Elisabete Moraes.

Ao fim dos atendimentos, segundo a professora, vários periciandos fizeram questão de elogiar o trabalho realizado. “Eles ficaram satisfeitos, paravam a gente para elogiar o processo. Esse retorno é gratificante”, concluiu.

REGIÃO METROPOLITANA
A força-tarefa marca a expansão da prática para as comarcas da Região Metropolitana de Fortaleza. O convênio foi firmado em agosto de 2018 e, desde o seu início, já realizou perícias médicas em diversas unidades de Fortaleza, contribuindo para uma maior celeridade ao andamento de processos judiciais. Agora, a próxima comarca a ter perícias agendadas será Caucaia, em data a ser definida.

O Núcleo conta com 22 laboratórios de pesquisa, inovação e prestação de serviços; uma unidade hospitalar; e Unidade de Farmacologia Clínica (UNIFAC) com 64 leitos e 13 consultórios exclusivamente para a pesquisa clínica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *